Bolsonaro chama Alcolumbre e Caiado ao Planalto e discute união entre Poderes

O presidente Jair Bolsonaro convidou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), para uma conversa no Palácio do Planalto na tarde desta segunda-feira (4), um dia depois de participar de um ato de apoio a seu governo e de ataques ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Na conversa, que durou 45 minutos segundo a agenda oficial de Bolsonaro, os três discutiram a união entre os três Poderes e o fortalecimento da democracia, segundo relatou Caiado no Twitter, no início da noite.

O encontro ocorreu em meio à repercussão de declarações do presidente da República na manifestação do domingo, quando ele disse que não vai mais “admitir interferência” em seus atos no governo. Na fala, transmitida em suas redes sociais, Bolsonaro afirmou ainda que “acabou a paciência”.

Alcolumbre estava reunido com Caiado na residência oficial do Senado quando Bolsonaro telefonou e pediu para que eles fossem ao Planalto. Segundo interlocutores do parlamentares, não havia uma pauta pré-determinada, mas um dos assuntos foi a ajuda a Estados e municípios aprovada no sábado pelos senadores. O governador de Goiás informou que agradeceu pelo projeto de “socorro”.

IG