Desempregada descobre ser “presidente da República” ao ter auxílio negado

Apesar de estar desempregada desde o ano passado, Adeyula Dias Barbosa Rodrigues, 31 anos, teve seu pedido de auxílio emergencial . O motivo? Dois empregos em aberto. Um deles, inclusive, para um cargo que a moradora do Espírito Santo jamais pleiteou: presidente da República, pela Secretaria de Estado de Educação (Sedu).

O outro vínculo que a impede de ser beneficiada é o de auxiliar de secretaria pela Prefeitura de Vila Velha. De acordo com o jornal A Gazeta, a mulher, de fato, trabalhou na Sedu. Porém, o contrato de cuidadora infantil foi encerrado em agosto de 2019. Antes, Adeyula atuava como auxiliar na prefeitura.

METRÓPOLES

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário