Como o juiz Moro veria o ex-juiz Moro na empresa que presta serviços à Odebrecht?

O ex-ministro Sergio Moro vai atuar na área de Disputas e Negociações como sócio-diretor da consultoria internacional Alvarez & Marsal. A empresa atua na recuperação judicial de duas empreiteiras que foram alvo da Lava-Jato, operação em que o ex-titular da Justiça do governo Bolsonaro ganhou projeção: a Odebrecht e a OAS.

Ao anunciar no Twitter seu novo trabalho, o ex-juiz afirmou que não trabalhará como advogado e não haverá potencial conflito de interesses. As condenações em primeira instância de Moro na Lava-Jato incluíram a sentença de 19 anos e quatro meses de prisão para Marcelo Odebrecht e outros dois executivos da construtora em 2016, por exemplo. Um ano antes, Moro condenou o presidente da OAS, Leo Pinheiro, a 16 anos e 4 meses de prisão.

Empresas como a Alvarez & Marsal dependem de sua boa reputação para continuarem a existir, e isso é um argumento forte para que o passado e o futuro de Moro não se misturem em seu novo trabalho. Pelo princípio da presunção da inocência, seria precipitado determinar que o ex-juiz foi convidado pelos conhecimentos que tem de duas empresa que contrataram os serviços da consultoria.

GUSTAVO ALVES – ANALITICO – O GLOBO

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário