Dama de Espadas: Juiz decreta indisponibilidade de bens do ex-deputado Ricardo Motta

Em desdobramento da Operação Dama de Espadas, o juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública na Comarca de Natal, decretou a indisponibilidade dos bens do ex-presidente da Assembleia Legislativa do RN, ex-deputado Ricardo Motta (PSB) “até o montante de R$ 372 mil”. Também tiveram bens bloqueados o ex-gerente do banco Santander Oswaldo Ananias Pereira Junior e sua filha Bruna Torres Pereira.

Em delação premiada, a ex-procuradora da AL, Rita das Mercês informou que o emprego de Bruna Torres Pereira era “contrapartida ao auxílio prestado por seu pai em esquema de corrupção que visava o desvio de recursos públicos, mediante facilitação na resolução de procedimentos bancários, os quais possibilitaram saques dos cheques salário sem a presença do beneficiário registrado no título”.

A filha do gerente recebia – sem precisar trabalhar – remuneração mensal de R$ 10.481,18 (dez mil, quatrocentos e oitenta e um reais e dezoito centavos), durante todo o período em que subsistiu o seu vínculo público”.

Com informações do blog de Carlos Santos.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário