Força-tarefa acha erro e Estado pode economizar R$ 700 mil com Arena das Dunas

O Governo do Rio Grande do Norte estava pagando, sozinho, por uma conta que cabe à concessionária responsável pela gestão da Arena das Dunas. A constatação foi feita pela força-tarefa instaurada há 90 dias para analisar o contrato. Com a descoberta, o Estado deve deixar de repassar R$ 700 mil para o consórcio.

A análise demonstrou que o Governo apenas deveria complementar o valor a ser pago pelos relatórios de manutenção e melhorias realizadas na Arena das Dunas caso esse pagamento ultrapassasse R$ 10 mil mensais. Mas, o Estado estava pagando pelo serviço integralmente.

A auditoria comandada pela Controladoria Geral do Estado orientou a Secretaria Estadual de Planejamento a cumprir o contrato. Isso significa dizer que, a partir de agora, deverá ser realizado um desconto de R$ 10 mil por mês na fatura da Arena da Arena das Dunas, o que pode gerar uma economia para o Estado de R$ 420 mil até 2022.

Além disso, também foi realizada a renegociação do contrato da empresa verificadora, responsável pelos relatórios. Isso garantiu uma redução de 20% do valor mensal a ser pago, resultando em uma redução de até R$ 300 mil até 2022.

A previsão é de que até setembro um relatório final da força-tarefa, da qual o deputado estadual Sandro Pimentel faz parte, seja apresentado. A expectativa da equipe é de obter resultados ainda mais densos sobre os valores pagos pelo Governo ao Consórcio Arena das Dunas.

images-11-1

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário