Marun é o Relator da CPMI da JBS

cpmi-jbs-roque-de-sa-e1505247861555A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das empresas JBS e J&F, que começou os trabalhos no início da tarde desta terça-feira (12), já tem pelo menos um terço de seus integrantes indicados pelos partidos respondendo a inquéritos ou ações penais no Supremo Tribunal Federal.

Até o começo da tarde, 50 das 68 vagas já tinham sido preenchidas pelas legendas para compor a CPMI. Após o início da reunião, entretanto, o senador Otto Alencar (PSD-BA) renunciou à vaga e se retirou do plenário após chamar o relator Carlos Marun (PMDB-MS) de “testa de ferro” do presidente Michel Temer.

O Bloco Parlamentar Democracia Progressista, do qual Otto faz parte, ainda precisava nomear dois suplentes e tinha o senador José Medeiros (Pode/MT) como segundo suplente. Otto era um dos três titulares do bloco. Mais cedo, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) também tinha renunciado à vaga de titular do seu grupo partidário após a escolha de Marun para a relatoria.

A CPMI será composta por 17 senadores e 17 deputados titulares e o mesmo número de suplentes. Dos 50 já indicados, incluindo titulares e suplentes, pelo menos 17 devem explicações à Justiça. O número pode ser maior, uma vez que o STF tem inquéritos sob sigilo ou ocultos dispostos no sistema da Corte.

logotupperware2013transparenteCompre agora no (84) 99918-6080

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário