MEC diz que retorno das aulas no ano que vem é inevitável e defende portaria

O Ministério da Educação defendeu, nesta sexta-feira (4), o retorno das aulas presenciais como algo “inevitável” em todos os níveis da Educação. A pasta se posicionou na mesma linha do presidente da República Jair Bolsonaro e, como consequência, não mexeu até o momento na portaria que fixa 4 de janeiro como data para a retomada das universidades públicas, apesar do ministro Milton Ribeiro afirmar que iria revogar o texto.

Há expectativa de que, a partir desse debate, saia um direcionamento também para retomada das aulas nas instituições privadas.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário