Médicos pedem “respaldo” após Bolsonaro defender cloroquina

Fortemente defendida pelo presidente Jair Bolsonaro como tratamento para a Covid-19, uso da cloroquina ainda exige pesquisa científica para o uso seguro e com eficácia comprovada.

O medicamento, usado no tratamento de malária, por exemplo, mais uma vez colocou o chefe do Palácio do Planalto em um lado antagônico do entendimento médico-científico.

A mais recente polêmica envolveu os médicos David Uip, Chefe do Centro de Contingência contra a doença em São Paulo, Roberto Kalil Filho, diretor-geral do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês.

Bolsonaro e integrantes do governo questionaram se Uip teria sido tratado com o medicamento. Ele não respondeu. Já Kalil admitiu ter usado a droga como parte do tratamento.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário