Moraes autoriza que Sara Winter deixe a prisão com tornozeleira

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), permitiu nesta quarta-feira (24) que a ativista Sara Winter , líder do grupo “300 do Brasil”, deixe a prisão com o  uso de tornozeleira eletrônica.

A ativista deverá ser solta nas próximas horas desta quarta-feira, caso a SSP (Secretaria de Segurança Pública) disponha do equipamento. 

A substituição da prisão por medidas cautelares também beneficia os réus Emerson Rui Barros dos Santos, Érica Vianna de Souza, Renan de Moraes Souza, Arthur Castro e Daniel Miguel.