Na pandemia, parcela de jovens que nem estuda nem trabalha bate recorde: 35%

A pandemia fez aumentar como nunca a parcela de jovens que não estudam nem trabalham, os chamados nem-nem.

A população na faixa etária de 20 a 24 anos nessa situação subiu de 28,6% no último trimestre de 2019 para 35,2% no segundo trimestre deste ano, o maior patamar já visto e o maior avanço já registrado, especialmente em um intervalo de apenas seis meses.

Na faixa entre 25 e 29 anos, a população de nem-nem subiu de 25,5% para 33%, conforme informou ontem o colunista do GLOBO Ancelmo Gois.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário