PF deflagra operações para investigar contratos feitos por prefeituras de PE

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (16), as operações Antídoto e Casa de Papel, e cumpriu mandados de busca e apreensão em sete cidades de Pernambuco. O objetivo é investigar as contratações diretas emergenciais realizadas pela Secretaria de Saúde da prefeitura do Recife, e a contratação, sem licitação, por prefeituras pernambucanas de uma empresa para o fornecimento de materiais médico-hospitalares, ambas durante o combate à pandemia do novo coronavírus. 

A Justiça Federal determinou o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas sedes das companhias FBS Saúde Brasil Comércio de Material Médicos e AJS Comércio e Representação, além de de endereços nas cidades de Recife, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, Carpina e Cabo de Santo Agostinho, de envolvidos nas supostas irregularidades. Não foram feitas prisões.

De acordo com informações da PF e do Ministério Público Federal (MPF), foram encontrados indícios de que a FBS Saúde Brasil foi beneficiada com 14 dispensas de licitação — de mais de R$ 81 milhões —, estaria em nome de “laranjas” e não teria capacidade operacional para fazer frente aos contratos, já que conta com capital social de R$ 100 mil e apenas um funcionário registrado. 

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário