PGR nega ter planejado operação em escritório de advocacia da esposa de Moro

A Procuradoria-Geral da República (PGR) desmentiu por meio de nota as informações veiculadas pela imprensa na manhã desta sexta-feira (17), que relatavam um suposto pedido para que a justiça autorizasse a realização de busca e apreensão no escritório da advogada Rosângela Moro, esposa do ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

A nota da Secretaria de Comunicação Social da PGR informa que o gabinete do procurador-geral da República, Augusto Aras, assegura que a suposta medida jamais foi cogitada uma vez que não há razão a sustentar a adoção de tal procedimento.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário