Polícia Federal prende ativista Sara Winter em Brasília

A Polícia Federal prendeu a ativista Sara Winter, em uma operação realizada na manhã desta segunda-feira (15) em Brasília. Sara é líder do movimento chamado “300 do Brasil”, que esteve acampado em Brasília em apoio a Bolsonaro e foi removido no fim da última semana, por determinação do governador do Distrito Federal, Ibanez Rocha.

O pedido de prisão, aceito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que investiga ações antidemocráticas.

A PGR afirmou que apresentou os pedidos de prisão temporária, por cinco dias (prorrogáveis por mais cinco), sexta-feira (12), a partir de indícios, obtidos pelo Ministério Público Federal (MPF), de que o grupo continua organizando e captando recursos financeiros para ações que se enquadram na Lei de Segurança Nacional.

Na ordem de prisão, Moraes determina: “Consigno que o cumprimento da ordem deve ocorrer com a máxima discrição e com a menor ostensividade, havendo auxílio de força policial somente em caso de extrema necessidade”.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário