Potiguar Murilo Melo Filho morre aos 91 anos

O jornalista Murilo Melo Filho, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), morreu na manhã de hoje (27), no Hospital Pró-Cardíaco, de falência múltipla de órgãos. O sepultamento será amanhã (28), às 13h, no mausoléu da ABL. Devido à pandemia do novo coronavírus, não haverá velório. Melo Filho tinha 91 anos de idade.

Acadêmico

Sexto ocupante da cadeira 20 da Academia Brasileira de Letras, Murilo Melo Filho foi eleito em 25 de março de 1999, sucedendo a Aurélio de Lyra Tavares. Foi recebido na ABL em 7 de junho de 1999 por Arnaldo Niskier.

Melo Filho nasceu em Natal no dia 13 de outubro de 1928. Filho de Murilo Melo e de Hermínia de Freitas Melo, é o mais velho de sete irmãos. Aos 12 anos, ainda de calças curtas, começou a trabalhar no Diário de Natal, com Djalma Maranhão, escrevendo um comentário esportivo e ganhando o salário de 50 mil réis por mês.