Presidência: Ezequiel aguarda posição do STF para se definir


Tem razão o deputado Ezequiel Ferreira quando cuida de acompanhar de perto qual vai ser a posição final do Supremo Tribunal Federal ao decidir sobre a legalidade ou não do terceiro mandato consecutivo de presidentes dos Legislativo estadual e municipal, hoje sem limite legal. 

A prevalecer o princípio aprovado nos casos da Câmara Federal e Senado, pelo STF, de que um terceiro mandato consecutivo é ilegal, o deputado Ezequiel Ferreira, mesmo com uma eleição estadual bem garantida, deverá ser candidato, pela lógica, a deputado federal ou senador.  

 A espera dos atuais presidentes dos legislativos estaduais, em segundo mandato, tem razão de ser. Há decisões conflitantes do próprio STF. É uma dúvida que deve ser dirimida pelo Supremo até às convenções partidárias previstas para o período entre 20 de julho e 5 de agosto.

Vicente Serejo