Presidente do Banco do Nordeste indicado pelo Centrão é exonerado 24 h após tomar posse

O conselho de administração do BNB (Banco do Nordeste) decidiu na tarde desta 4ª feira (3.jun.2020) destituir Alexandre Borges Cabral da presidência da instituição. Ele foi indicação do chamado Centrão –grupo de partidos sem coloração ideológica que se aproximou do governo Bolsonaro– e havia sido empossado nesta 3ª feira (2.jun).

A saída de Cabral ocorre depois de vir à tona 1 processo movido pelo TCU (Tribunal de Contas da União) que apura supostas irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda no período em que ele ficou à frente da estatal, em 2018. O suposto prejuízo é de R$ 2,2 bilhões.

Em comunicado (leia íntegra ao fim deste texto), o Banco do Nordeste destacou que o conselho de administração “tem pautado suas deliberações de forma diligente, rigorosamente em conformidade as boas práticas de governança corporativa e em estrita observância da legislação vigente“.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário