S.Paulo: Dom Odillo corta salários e pede que padres façam coleta de dinheiro

Mônica Bergamo

O arcebispo dom Odillo Sherer enviou uma carta aos bispos e padres de São Paulo para que eles voltem a coletar dinheiro dos fiéis nas igrejas para repassar ao papa, à CNBB e à própria arquidiocese. Ao mesmo tempo, comunica que todos os religiosos seguirão com seus vencimentos reduzidos em 40%.

DATA

Como as igrejas estavam fechadas, coletas tradicionais não foram realizadas. Segundo dom Odilo, a CNBB orienta agora que “mesmo aquelas que estavam previstas para o primeiro semestre devem ser encaminhadas.

DATA 2

Entre as coletas atrasadas estão o Óbolo de São Pedro, que é a ajuda que os fiéis oferecem ao Santo Padre, e as campanhas da Fraternidade e para a Evangelização, que arrecadam recursos para a arquidiocese e a CNBB.

COMO TODOS

Na carta aos padres, o arcebispo diz estar ciente “das dificuldades” por que passam as paróquias, “que são as mesmas, e até piores, dos nossos irmãos leigos, das famílias e do povo em geral”. A arquidiocese “também enfrenta dificuldades”.

CORTE

Ele comunica que, por isso, “todos os sacerdotes” seguirão até outubro com corte de 40% na côngruas, a pensão paga aos párocos. Um padre ganha hoje dois salários mínimos.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário