Secretário cita valor do Bolsa Família ao falar em ‘auxílio emergencial de transição’

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia,Waldery Rodrigues, confirmou hoje que o governo estuda uma “solução intermediária” para estender a duração do auxílio emergencial a trabalhadores informais para além do prazo atual de três meses.

A possibilidade já havia sido levantada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em reuniões com empresários.

“O ministro Paulo Guedes já colocou as diretrizes para termos, de um lado, a manutenção do atendimento aos mais vulneráveis, e de outro, um olhar diligente e cauteloso com relação à questão fiscal. Chegaremos a uma solução intermediária, não com o mesmo perfil de hoje, e uma possibilidade referêncial é exatamente o valor trazido pelo Bolsa Família”, disse Waldery em coletiva no Palácio do Planalto.

O valor médio do Bolsa Família era de R$ 191,86 em março de 2020, mês antes do início do pagamento do auxílio emergencial. Entre as possibilidades aventadas pelo governo está a redução do valor para R$ 200 para viabilizar um pagamento por maior tempo.