STF decide divulgar vídeo de reunião ministerial, suprimidas dizem respeito a declarações sobre países estrangeiros

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (22), após assistir o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, realizada no Palácio do Planalto, levantar o sigilo da maior parte do conteúdo.As únicas partes suprimidas dizem respeito a declarações sobre países estrangeiros, especificamente a China e o Paraguai.

A reunião é alvo de investigação sobre possível interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal – em episódio que levou ao pedido de demissão de Sérgio Moro.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário