Governo define com servidores recomposição salarial de 15%

A governadora Fátima Bezerra recebeu nesta segunda-feira (29) as comissões de representantes dos auditores de controle interno e analistas contábeis, dos servidores das carreiras da Emater, da transparência e apoio da Controladoria Geral do Estado, da Procuradoria Geral do Estado e do Gabinete Civil do Estado. O encontro foi para tratar dos projetos de lei que serão enviados à Assembleia Legislativa prevendo a evolução de 15% dos vencimentos dos servidores que estão desde 2010 com a tabela salarial congelada.

Os projetos também irão contemplar a reestruturação das progressões funcionais dos servidores reduzindo o tempo de evolução para 21 anos, pelo critério de merecimento. “Nos planos atuais algumas categorias poderiam passar de 40 anos para chegar ao topo da carreira, uma enorme distorção que será corrigida a partir da nova legislação”, explica Pedro Lopes, Controlador-Geral do Estado.

Ainda serão contemplados com a recomposição parcial de perdas salariais servidores da Jucern, DER, Emater, Idema, Administração Direta, SET e IPERN. No total serão 11 categorias contempladas, beneficiando 14 mil servidores ativos e aposentados, com impacto mensal de R$ 7 milhões na folha de pagamentos e implantação em março de 2022.