Integridade comprovada: Urnas eletrônicas passaram no maior teste sem qualquer contestação

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes também é vitorioso no pleito de 2022.

Depois de enfrentar a maior campanha contra o sistema eleitoral brasileiro, o teste de integridade das urnas eletrônicas feito no dia do primeiro turno “não encontrou divergências e confirmou a lisura das eleições”.

“Não houve nenhuma divergência, 100% de aprovação no teste de integridade com biometria.” , disse Moraes

De forma geral, esse teste compara o resultado da mesma eleição simulada em cédulas de papel e na urna eletrônica. A ideia é mostrar que o aparelho computa corretamente os votos.

Neste ano, o TSE contrariou técnicos da corte e alterou a análise de 58 das 641 urnas auditadas para agradar os militares. Esse grupo de urnas foi acionado durante o teste com a biometria de eleitores reais.

O número representa 12,9% dos eleitores que compareceram as seções em que foi feito o teste com a biometria.

Até agora não se tem notícia de ações ou questionamentos sobre a lisura da apuração.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário