Juízes que vendiam sentenças no ES têm prisão preventiva decretada

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) acolheram o pedido do Ministério Público do estado e decretaram a prisão preventiva dos juízes Carlos Alexandre Gutmann e Alexandre Farina. Os dois são investigados por suposta venda de sentenças.

De acordo com o jornal Folha de Vitória, a sessão plena do Tribunal aconteceu na tarde desta quinta-feira (29/7). A relatora e desembargadora Elisabeth Lordes afirmou, em seu voto, que a decisão era necessária por eles representarem riscos para a continuidade das investigações.

Também foram decretadas as prisões preventivas do empresário Eudes Cecato e Davi Ferreira da Gama, ex-funcionário da Associação de Magistrados do Espíritos Santo (Amages).