Padre do DF usava doce para atrair coroinhas e cometer abusos sexuais

Uma nova vítima de assédio e abuso sexual supostamente cometidos pelo padre Delson Zacarias dos Santos (foto em destaque), 47 anos, procurou o Metrópoles para contar os momentos de pânico vividos durante as investidas do pároco. De acordo com o relato, o religioso usava a desculpa de oferecer “doce de banana” para atrair coroinhas que integravam um grupo do qual ele mantinha proximidade. As denúncias fizeram a Arquidiocese de Brasília afastá-lo de suas funções.

De acordo com o servidor público, que atualmente tem 31 anos, o assédio ocorreu quando ele tinha entre 14 e 15 anos, durante o tempo em que frequentava a igreja no Riacho Fundo pela qual o padre era responsável. A vítima narra que o líder religioso passou a se tornar mais próximo quando ele foi escolhido para ingressar em um grupo chamado Cerimoniários, em que só havia participantes do sexo masculino com idades até 18 anos.

Segundo a vítima, Delson Zacarias “escolhia a dedo” quais os jovens entrariam no grupo. “Geralmente, quando algum fiel quer entrar em determinado grupo da igreja, procura-se a pastoral, depois faz uma reunião e pronto. No caso dos Cerimoniários, quem fazia a escolha pessoalmente era o padre Zacarias. Esse grupo era o mais próximo dele”, explicou.

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário