Presidente da CPI da Covid culpa Pazuello por falta de vacinas

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), projetou para onde, na sua opinião, os trabalhos do colegiado devem seguir pelo menos nos próximos dois meses.

Em entrevista exclusiva ao Valor nesta sexta-feira, ele afirmou que uma das principais ofensivas deve ser a acareação entre Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, e Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, como forma de esclarecer a verdade em relação às ofertas de vacinas feitas pela Pfizer.

No entendimento de Aziz, o militar é o “culpado” pela falta de imunizantes no país, responsabilidade que ainda não é possível estender para o presidente Jair Bolsonaro.