Ubaldo realiza Ato Solene em Assu reforçando Dezembro Vermelho no RN

Marcando o Dia Mundial de Luta contra a AIDS (celebrado no dia 1º de dezembro), o deputado estadual Ubaldo Fernandes (PL) realizará um Ato Solene em alusão ao Dezembro Vermelho (mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids e outras IST – Infecções Sexualmente Transmissíveis). A solenidade acontecerá no próximo dia 10/12, às 10h, no Teatro Municipal Pedro Amorim, no município de Assu.

“Sempre venho trabalhando esse tema na nossa atuação, desde que eu era vereador de Natal, e fomos provocados a fortalecer essa campanha no interior do estado. É muito importante chamarmos a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas. Neste evento, além de destacar isso, vamos homenagear potiguares e profissionais que têm realizado importantes trabalhos no combate a essas doenças”, enfatiza o parlamentar.

DEZEMBRO VERMELHO
A campanha é constituída por atividades e mobilizações relacionadas ao enfrentamento ao HIV/Aids e às demais IST, em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde, de modo integrado em toda a administração pública, com entidades da sociedade civil organizada e organismos internacionais. Promove: iluminação de prédios públicos com luzes de cor vermelha; promoção de palestras e atividades educativas; veiculação de campanhas de mídia; realização de eventos.

Prevenção da Aids/HIV e das IST:
O uso do preservativo (masculino ou feminino) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das IST, do HIV/Aids e das hepatites virais B e C. A prevenção combinada abrange o uso do preservativo masculino ou feminino, ações de prevenção, diagnóstico e tratamento das IST, testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, profilaxia pós-exposição ao HIV, imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral para todas as pessoas vivendo com HIV, redução de danos, entre outros.

Fonte: Ministério da Saúde

0 comentários ↓

Não existe comentários ainda...que tal deixar sua opinião ??

Deixe um comentário